Turismo | por Cristhine Caprara

FestivalBalonismo_RodrigoParisotto.jpg

Foto: Rodrigo Parisotto

Em quatro dias de evento, o Festival de Balonismo atraiu um público de cerca de 20 mil pessoas a Bento Gonçalves, ultrapassando a meta de dez mil. A atração inédita na Serra Gaúcha trouxe atividades para a família toda, desde brinquedos infláveis a shows musicais e foods trucks, na Fundaparque. A data para 2020 já está confirmada: de 10 a 13 de setembro.

 

Participaram 19 foods trucks, sete atrações musicais, além do Mercado Criativo com diversas opções de artesanato. O evento contou com empreendimentos locais e de outras cidades. Roberto Gutierrez, de São Leopoldo, afirma que essa foi uma grande oportunidade para o seu negócio. “Esse espaço pode proporcionar que estivéssemos em um evento de porte nacional. A gente trabalha com artesanato e aqui tem uma grande adesão. Ficamos muito satisfeitos!”, destaca.  

 

 A comunidade e visitantes puderam prestigiar a ascensão dos balões para os voos competitivos, no estilo Caça à Raposa, e Night Glow, que deram um colorido singular no céu. Gleidson Comachio, 36 anos, veio com a namorada e amigos de Veranópolis e conta que ficou na expectativa de ver os balões. “O evento está bem legal, não é todo dia que vemos balões. Então, estamos na espera ao som de um bom rock”, comenta.

 

O secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto, reforçou que esse é um momento único em Bento Gonçalves, que se deu pelo trabalho conjunto. “O esforço de muitas pessoas, a equipe da Secretaria de Turismo, os patrocinadores e empresas parceiras fizeram deste um grande evento. Temos certeza de que todo esse esforço vai garantir que em 2020 possamos ter mais uma vez essa atração em nossa cidade”, reitera.

 

Para o prefeito Guilherme Pasin, "o Festival de Balonismo é da comunidade bento-gonçalvense. Vivemos dias de emoções e encantamento. O céu da nossa cidade ficará marcado pelo colorido dos balões", enfatiza.

 

Passaram pelo evento as bandas Sunset Riders, DJ Metz, cantor Filipe Girardi, DJ Rusty, Banda Eletric Blues Celebration, Jovem Ainda e a dupla sertaneja Éder e Emerson. 

 

O Festival de Balonismo foi uma realização da Secretaria Municipal de Turismo e Federação Gaúcha de Balonismo, contou com o patrocínio da Caixa, Governo Federal, Expobento/ Fenavinho, Malhas G'Dom, Giordani Gastronomia Cultural, Valle Bier, Giordani Turismo e Vinocap. 

 

Resultado do Caça à Raposa

 

A prova funcionava dessa maneira: um "balão raposa" sai à frente para ser seguido pelos competidores e, ao final, quando o balão raposa pousa, vence quem jogar sua marca sobre o alvo ou então descer mais próximo do ponto onde desceu o "raposa".

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

festival musica.jpg

Foto: Franciele Gonçalves

A comunidade de Bento Gonçalves e visitantes terão dois dias a mais para curtir a Festa Nacional da Música 2019. O evento ocorrerá de 19 a 23 de outubro, na Rua Coberta. A confirmação veio pelo coordenador do evento, Fernando Vieira durante encontro com o prefeito Guilherme Pasin nesta segunda-feira, 1º de julho.

A programação promete manter as diversas atrações já experimentadas na edição passada, como Ninho da Criação, encontro com artistas, premiações e shows públicos. No entanto, Vieira garantiu que a edição deste ano será mais intensa do que a do ano passado. “Nós, eu e a Festa, já somos bento-gonçalvenses. Preparem-se, pois Bento vai bombar mais uma vez”, destacou.

O Prefeito comemorou a conquista. “Vai ser um momento, que junto ao mês de aniversário do Município, muito bom para estarmos juntos e festejarmos o retorno da Festa”, afirmou.

O evento considerado o maior encontro da Música Popular Brasileira, tornou-se referência para artistas e gravadoras de todo o país. A última edição, realizada em outubro de 2018, atraiu mais de 22 mil pessoas para os shows Nacionais, cinco mil pessoas no Festival Promessas, 800 estudantes acompanharam os artistas em atividades na Casa das Artes e três toneladas de alimentos foram arrecadadas. Além das premiações realizadas no Hotel Dall’Onder. 

Participou também da reunião o vice-prefeito Aido Bertuol, o secretário-adjunto de Turismo, João Pedrassani, titular da Cultura, Evandro Soares, de Educação, Iraci Luchese Vasques, e o adjunto de Habitação e Assistência Social, Wagner Dalla Valle.

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

enoturismo.jpg

Passeio nos vinhedos nas diferentes regiões produtoras do Rio Grande do Sul estão entre as atrações do turismo de experiência. | Crédito: Dandy Marchetti/Ibravin 

enoturismo vale sao francisco.jpg

Roteiro Vapor do Vinho atrai milhares de pessoas para o Vale do São Francisco, um dos novos destinos enoturísticos do país. | Crédito: Dandy Marchetti/Ibravin 

Comercialização no varejo das empresas amplia receita e fideliza consumidores

As vinícolas brasileiras estão apostando na ampliação da oferta turística para atrair desde enófilos até amantes do vinho de primeira viagem e ampliarem suas receitas. E vem do interior de Caxias no Sul (RS) um dos exemplos de como o enoturismo é importante para as vinícolas. Localizada na Linha 40, a Cantina Tonet recebeu quase 120 mil pessoas em 2018, que conheceram o processo de elaboração dos cerca de 400 mil litros de vinhos produzidos anualmente na propriedade de 18 hectares. Atualmente, 75% do faturamento é proveniente do enoturismo, conforme explica o diretor-administrativo, Angelo Márcio Tonet.

“Ano a ano, a gente vem trabalhando para oferecer mais atrações. O consumidor quer experimentar cada vez mais coisas novas. O cliente que vem aqui acaba comprando de novo depois pelo e-commerce ou por telefone”, salienta.      

No outro extremo do país, na região Nordeste, a vinícola Terranova, projeto da Miolo Wine Group, também vê a atividade turística crescer de forma exponencial. A Terranova integra o roteiro enoturístico Vapor do Vinho, um tour pelo Rio São Francisco que parte de Juazeiro e explora as belezas da região, recebendo, em média, cerca de 50 mil visitantes por ano.  

É pensando no turismo de experiência e nas vantagens da venda direta ao consumidor que atualmente mais de 30% das cerca de 1,1 mil vinícolas brasileiras já possuem algum atrativo turístico, que une desde a visita aos vinhedos e aos processos de elaboração, com a possibilidade de degustar e comprar os vinhos direto da fonte. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), a venda direta no varejo responde por cerca de 40% do faturamento das micro e pequenas vinícolas.

O gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, cita o exemplo das empresas do Napa Valley, na Califórnia, nos Estados Unidos, onde a venda direta responde por 60% da receita das vinícolas. “Fortalecer o enoturismo, incentivar a venda direta e apoiar ações que atraiam as pessoas para as regiões produtoras são estratégias para o aumento das vendas de vinhos brasileiros”, resume Bertolini.   

       

Além da oferta de atrativos turísticos, eventos como a Wine South America – Feira Internacional do Vinho estimulam a economia e são propulsores para o turismo da região. A principal feira profissional de vinhos da América Latina ocorrerá no Fundaparque (Parque de Eventos de Bento Gonçalves), de 25 a 27 de setembro (quarta a sexta-feira), possibilitando que os visitantes permaneçam na Serra Gaúcha durante o fim de semana.            

 “A realização da Wine South America traz ao Brasil um novo posicionamento no mundo do vinho e do enoturismo, ampliando a visibilidade e a respeitabilidade do segmento dentro do próprio país, quanto para o mercado internacional”, observa a presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Ivane Fávero. A dirigente acredita que a união do Brasil com outros países como a Argentina, Chile, Uruguai, Portugal, Itália, França e Espanha, por meio da Aenotur, mostra que o país tem oferta enoturística com a mesma qualidade dos demais. Ivane acrescenta que o enoturismo é também uma excelente ferramenta de marketing, em especial para as micro e pequenas vinícolas, e que eventos realizados nas regiões produtoras atraem clientes e compradores e estimulam a venda direta.   

    

“Mais do que bons negócios, a Wine South America quer instigar os compradores a conhecerem também os métodos de cultivo e elaboração nas próprias vinícolas, as tecnologias utilizadas e a história que cada uma delas tem por trás da bebida que produzem”, explica Marcos Milanez Milaneze, diretor da Milanez & Milaneze, empresa promotora da feira e subsidiária do grupo Veronafiere.      

De acordo com o Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) - Região Uva e Vinho, a feira deverá contribuir para um incremento de cerca de 10% na ocupação da rede hoteleira no mês de setembro em relação a agosto. Ainda de acordo com dados da entidade, o município dispõe de 41 hotéis e pousadas, somando 3,4 mil leitos, e mais de 300 opções gastronômicas.

“A realização de eventos como a Wine South America potencializa a visibilidade e o posicionamento, além de reforçarem a promoção do turismo de experiência”, pontua a diretora-executiva do Segh – Região Uva e Vinho, Marcia Ferronato.        

Giordani Turismo é a agência oficial da Wine South America   

        
Inscritos na segunda edição da feira internacional do vinho poderão aproveitar promoções especiais por meio da Giordani Turismo, a agência oficial do evento. Os visitantes poderão comprar passagens aéreas da Latam com descontos de até 25% e reservar acomodações com preços promocionais em hotéis e pousadas da região. Os inscritos também terão vantagens no traslado terrestre entre Porto Alegre e os hotéis na aérea central de Bento Gonçalves. A Giordani oferecerá transfer em dois horários diários no período da Wine South America: nos dias 24 e 25 de setembro, às 11h30min e às 17h, e nos dias 28 e 29, às 14h e às 18h. O valor por trecho será R$ 50, mediante agendamento.     

         
Para obter os benefícios, os inscritos na Wine South America devem entrar em contato diretamente com a Giordani Turismo, pelo telefone (54) 3455.2753 ou pelo e-mail corporativo@giordaniturismo.com.br.   

Assessoria de imprensa da Wine South America   
MCom Ação & Comunicação | (54) 3538.3048

Cassiano Farina: cassiano@mcombr.com.br | (54) 9.9937.9027

Camila Ruzzarin: camila@mcombr.com.br | (54) 9.9190.1392
Diego Adami: mcom@mcombr.com.br | (54) 9.8111.6007

11.06.2019_comitiva-canionsdosul.jpeg

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, oficializou o apoio do Governo Federal para que a Unesco reconheça o projeto “Caminhos dos Cânions do Sul”, localizado entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, como um geoparque mundial. O apoio foi solicitado ao ministro nesta terça-feira (11) por uma comitiva de prefeitos que integram um consórcio intermunicipal que administra as ações pela região turística. A expectativa é de que após a certificação do órgão, o local receba seis vezes mais turistas, saindo de 250 mil para cerca de 1,5 milhão de visitantes.

O pleito será apresentado pelo ministro em reunião a ser realizada com o órgão das Nações Unidas na próxima semana, em Paris, na França. “A gente vai ter o maior prazer e empenho em poder emplacar esse geoparque lá na Unesco. Se depender do Ministério do Turismo, essa beleza natural brasileira receberá o selo da Unesco, que comprova que este sítio é um verdadeiro patrimônio natural, cultural e material, gerando emprego e renda para a população, além é claro de estimular o turismo na região”, destacou Marcelo Álvaro Antônio.

 

Situado entre sete municípios de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a região turística possui uma área de 2.830 quilômetros quadrados, que contempla patrimônios geológicos e paisagens de relevância geológica internacional. Além disso, o local abrange ecossistemas de destaque no Brasil e conta com um rico patrimônio cultural, representativo dos diferentes povos que moram naquela região.

 

Ao conceder o título de geoparque, a Unesco zela pela garantia da sustentabilidade, preservação e proteção ambiental dessas áreas, promovendo também o envolvimento dos moradores da região. Na 38ª Conferência Geral da Unesco (2015), os estados membros ratificaram a criação do selo geoparques mundiais, o que mostra a importância acordada pelos governos à gestão dos sítios e paisagens geológicas excepcionais.

 

Com o reconhecimento do organismo internacional, essas áreas ampliam a capacidade turística da região. Atualmente, no Brasil, apenas o Parque Geológico do Araripe, no Ceará, possui a certificação da Unesco. No mundo, há 147 geoparques titulados pela UNESCO, em 41 países.

Por Victor Maciel

Edição: Vanessa Sampaio

imprensa@turismo.gov.br 

Turismóloga da Prefeitura é homenageada durante BNT Mercosul

turismologa.jpeg

Durante o evento da BNT Mercosul, que ocorreu de 24 a 26 de maio, em Santa Catarina, a turismóloga Denise Holleben, da Secretaria de Turismo, foi homenageada por todas suas contribuições ao setor de Bento Gonçalves e por participações no evento.

Denise atua na função há mais de 15 anos. O secretário Municipal de Turismo, Rodrigo Parisotto, que também esteve presente no evento, agradeceu a dedicação prestada pela servidora durante todo o tempo. “A Denise é peça fundamental no desenvolvimento e resultado que Bento tem alcançado no turismo, sempre perspicaz não mede esforços pelo bem de todos os empreendimentos do setor e também por fazer com que Bento esteja sempre na vitrine, seja ela nacional ou internacional. O turismo de Bento é e foi construído por muitas mãos, muitas pessoas são e foram fundamentais para chegarmos até aqui, e precisamos reconhecer e agradecer também, pois ela é uma dessas pessoas”, reconheceu.

 

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura 

Fotos: Divulgação/Semtur 

Publicidade

Jornalista Responsável

Jairo Caprara - MTPS 3522

oecodovale@italnet.com.br

 

Filiado à ADJORI/RS e ABRAJORI

© 2016 by LHS - Assessoria Digital