Obras de pavimentação seguem em ritmo intenso

IMG_9391.jpg

Foto: Jose Martim Estefanon

Nessa terça-feira, 4, o Prefeito Guilherme Pasin e secretários estiveram visitando as três vias que estão recebendo serviços de infraestrutura urbana no bairro Salgado, distrito Industrial que, após a conclusão serão caracterizadas como a primeira perimetral do município ligando a Zona Leste ao Centro.

 

Desde janeiro, o local tem um cronograma intenso de trabalhos. Na Rua Joana Guindani Tonello (Trecho B) está sendo realizada a drenagem com colocação de cinco caixas coletoras de 3mx3m que tem como função a drenagem pluvial. Após, será feita a pavimentação asfáltica onde serão utilizados 21.291m² de concreto para pavimentação de 1.718m de rua, sendo que o asfalto terá 9 cm de altura. A obra está com 30% de serviços executados.

 

Já as ruas Beatriz Dall’Onder e José Manfredini recebem, respectivamente,  265 m e 125m de pavimentação asfáltica, incluindo a sinalização e passeio público. As obras integram o programa Desenvolve Bento.

 

Assessoria de Comunicação Social

Concessões de rodovias da Serra Gaúcha são tema de audiência com secretário Costella

28154828_121621_GDO.JPG

Encontro foi realizado na sede da Secretaria de Logística e Transportes, nesta terça-feira

Foto: Juliana Coin/Ascom Selt

POR RAPHAEL NUNES, COM SUPERVISÃO DE JÚLIO CUNHA NETO/ASCOM SELT

 

O estudo de concessões de rodovias por meio de investimentos privados esteve em pauta na Secretaria de Logística e Transportes do Estado nesta terça-feira (28/01). O encontro, que contou com a presença do titular da pasta, Juvir Costella, e do secretário extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi, tratou especificamente das condições da ERS-122, no trecho de Farroupilha a São Vendelino; da ERS-446, entre Carlos Barbosa e São Vendelino; e da RSC-453, no trevo da TelaSul, em Garibaldi. Na oportunidade, lideranças empresariais e representantes de associações comerciais da Serra Gaúcha pediram informações sobre o andamento do estudo que prevê a concessão dessas rodovias.

De acordo com Vanuzzi, a preocupação com as estradas que compõem o triângulo da Serra é recorrente desde o início do governo. "Não há dúvidas de que os projetos necessitam da adesão da opinião pública", frisou. "Contudo, iremos estudar todas as medidas plausíveis para que consigamos atingir o melhor resultado sob o ponto de vista técnico, levando em conta a menor tarifa de pedágio possível".

 

Costella destacou que o futuro do Estado na área da infraestrutura de transportes depende de projetos que estejam em sintonia com os pleitos da sociedade. "Sobre as concessões, no momento oportuno iremos cumprir com a nossa responsabilidade, no sentido de fiscalizar o serviço", ponderou o secretário. "Queremos entregar à população rodovias mais seguras e em melhores condições de trafegabilidade".

 

O titular da pasta de Logística e Transportes também respondeu a questionamentos sobre as rochas que ocupam uma das pistas da Rota do Sol, em Itati. Costella esclareceu que o material - oriundo de uma queda de barreira há sete meses - foi mantido no local para firmar a contenção da encosta e evitar novos deslizamentos. A obra que dará uma solução definitiva ao trecho já tem projeto concluído e está em fase de orçamento.

 

O secretário destacou, ainda, que um estudo - em conjunto com o corpo técnico do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) - será elaborado para contemplar a ERS-122, visando o reforço da segurança no local. "Em poucos meses começarão os períodos de chuva. Dessa forma, queremos evitar riscos e preservar a vida dos usuários que trafegam pela rodovia", salientou.

 

Participaram da audiência representantes da Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha; da Câmara de Indústria, Comércio e Serviço de Caxias do Sul (CIC Caxias); da Mobilização por Caxias (Mobi Caxias); do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC BG) e da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Farroupilha (CICS Farroupilha).

Bloqueio na ERS-122 será mantido para segurança dos usuários

14180633_119571_GD.png

Rochas que desceram da encosta e bloqueavam a rodovia já foram retiradas, mas trecho permanecerá interditado

Foto: Divulgação/Daer

POR LIANA RAMOS CARVALHO/ACS DAER

 

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) – vinculado à Secretaria de Logística e Transportes (Selt) – concluiu nesta quinta-feira (14/11) a remoção das rochas que caíram no km 45 da ERS-122, entre São Vendelino e Farroupilha, na Serra. Apesar disso, o trecho deve permanecer bloqueado, uma vez que ainda há possibilidade de deslizamentos de encosta.

A decisão de manter a estrada fechada para proteger a segurança dos motoristas é baseada em laudo técnico apresentado durante a tarde por um grupo de profissionais ligados à autarquia, composto por engenheiros civis e geotécnicos e um geólogo.

"É uma operação que exige muita cautela, porque estamos falando em vidas. E é nelas que precisamos pensar em primeiro lugar, apesar de considerarmos a importância da ERS-122 para a mobilidade rodoviária e economia regional”, informa o diretor-geral do Daer, Sívori Sarti da Silva. A remoção do material que havia desmoronado já foi concluída. 

Conforme Sívori, o Daer segue monitorando a situação do trecho e está comprometido em liberar duas das três faixas, uma para subida e outra para descida, o mais rápido possível. Uma das faixas de subida, a que está localizada próxima ao talude, deve permanecer bloqueada. “Estamos trabalhando diariamente para resolver a situação. Porém, é preciso que a população compreenda que a nossa prioridade é a segurança”, acrescenta.

Comitiva de Farroupilha solicita melhorias na VRS-813

10161100_117122_GDO.JPG

Reunião foi realizada na sede da Secretaria de Logística e Transportes. Foto: Diego Weiler/Ascom Selt

Lideranças municipais de Farroupilha, na Serra Gaúcha, estiveram reunidas com o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, na manhã de terça-feira (10), em Porto Alegre. O apelo por melhorias na VRS-813 foi a pauta do encontro, mediado pela deputada estadual Fran Somensi (PRB).

A professora Gabriela Suthoff Haupt elogiou o esforço do Estado no recapeamento da ERS-122 – também na Serra Gaúcha –, mas, como representante da Associação do 3º Distrito, reivindicou serviços na VRS-813. “A rodovia está praticamente intransitável em alguns trechos. Nós entendemos que as dificuldades financeiras impedem o recapeamento completo, então pedimos que seja feito ao menos um tapa-buracos de imediato”, solicitou.

 

Ao lado dos diretores de Infraestrutura Rodoviária e de Operação Rodoviária do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) – Luciano Faustino e Sandro Santos, respectivamente –, o secretário Costella afirmou que a rodovia está no cronograma de recuperação de estradas. “O pedido da comunidade é um pedido justo. No momento, o que podemos oferecer é um trabalho paliativo de tapa-buracos, mas o recapeamento da VRS-813 deve acontecer nos próximos meses”, sinalizou.

 

Moradora da região, a deputada Fran Somensi deixou a reunião otimista. “Acho que nada melhor do que trazer a comunidade, que convive com a rodovia, para conversar diretamente com o secretário”, avaliou a parlamentar.

 

“Ficamos contentes de ter essa porta aberta aqui na Secretaria e saímos confiantes de que um trabalho em conjunto com o município de Farroupilha possibilitará uma melhoria nessa estrada, que é muito importante para nossa população e, além disso, para o fomento do turismo da região”.

Por: Diego Weiler, com Supervisão de Júlio Cunha Neto/Ascom Selt

Lideranças da Serra pedem mudanças no acesso ao bairro

Forqueta, em Caxias

lideranças_da_serra.jpg

Reunião foi realizada na sede da Secretaria de Logística e Transportes - Foto: Júlio Cunha Neto/Ascom Selt

Lideranças políticas e comunitárias da Serra Gaúcha estiveram em audiência na Secretaria de Logística e Transportes do Estado, na última quarta-feira (18). A reunião teve como objetivo propor soluções para melhorar o acesso ao bairro Forqueta, em Caxias do Sul, pela ERS-122.

Acompanhada pelos deputados estaduais Neri, o Carteiro (Solidariedade), Tiago Simon (MDB), Pepe Vargas (PT) e Fran Somensi (PRB), a comitiva demonstrou preocupação com o trânsito intenso e o risco de acidentes no local – que fica próximo ao trecho onde funcionava o antigo pedágio de Farroupilha. De acordo com o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Forqueta, Calixto Felizzari, o projeto do novo acesso ao bairro, que já teve a execução iniciada, não atenderia às necessidades dos moradores.

“Vemos a necessidade de uma elevada, pois não queremos o fechamento da entrada atual”, reivindica Felizzari. “Por isso, queremos falar com os técnicos e propor uma solução mais condizente com a realidade dos moradores.”

Impossibilitado de comparecer por problemas de saúde, o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, foi representado pelo diretor Luiz Gustavo Souza. Após ouvir as manifestações, ele afirmou que representantes de Forqueta se reunirão com os engenheiros do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) para discutir o projeto do acesso ao bairro.

Também participou da audiência o assessor do deputado estadual Carlos Búrigo (MDB), Gian Zucchetti.

POR JÚLIO CUNHA NETO/ASCOM SELT

Finalizadas obras de recuperação da ERS-344, em Santa Rosa,

no Noroeste

estrada.jpg

Investimento na estrada foi de R$ 4,7 milhões oriundos de financiamento do Banco Mundial - Foto: Divulgação / Daer

Mais de 700 quilômetros de estradas estaduais foram recuperados por meio do Programa Restauro. Executado pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) – vinculado à Secretaria de Logística e Transportes –, o conjunto de obras foi finalizado este mês com os serviços na ERS-344, no contorno de Santa Rosa, no Noroeste do Estado.

Os trabalhos foram executados em 8,7 quilômetros da rodovia. Além da revitalização dos acostamentos, da renovação do asfalto e dos dispositivos de drenagem, o segmento também teve a sinalização recuperada. Para isso, foram investidos R$ 4,7 milhões oriundos de financiamento do Banco Mundial (Bird).

 

“Somente nessa região já recuperamos a ERS-168, a RSC-472, a RSC-392 e a ERS-561”, explica o diretor-geral do Daer, Sívori Sarti. “São obras de recapeamento que visam concluir etapa iniciada anteriormente, de substituição de camada trincada. Isso é importante para proporcionar conforto e segurança ao usuário".

 

O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, destaca que todo o montante financiado pelo Bird para ações em rodovias foi utilizado. “Encerramos o contrato no fim de maio com mais de R$ 800 milhões investidos, sendo que R$ 360 milhões foram somente no Restauro”, afirma. “Nos últimos dias, anunciamos mais R$ 301 milhões com recursos próprios do Estado e do BNDES para seguirmos atendendo as necessidades de infraestrutura de diferentes regiões”. 

 

Texto: Circe Precht/Ascom Daer
Edição: Patrícia Specht/Secom

Jornalista Responsável

Jairo Caprara - MTPS 3522

oecodovale@italnet.com.br

 

Filiado à ADJORI/RS e ABRAJORI

© 2016 by LHS - Assessoria Digital