Governo do Estado

teste covid.jpg

Preço do teste

Covid-19 na rede privada pode ser consultado no aplicativo Menor Preço

O aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha tem disponível mais uma função. Agora é possível pesquisar o valor dos testes para Covid-19 nos laboratórios da rede privada. A nova funcionalidade pode ser encontrada na página principal da ferramenta, ao clicar na categoria “Prevenção Covid-19”.

Neste atalho também é possível fazer consulta rápida sobre alguns itens básicos de prevenção ao coronavírus e visualizar o telefone do estabelecimento, para que o usuário confirme a disponibilidade e informações do produto antes de se deslocar até o local.

Para disponibilizar informação de forma mais rápida e ajudar no combate ao coronavírus no Estado, a Receita Estadual dispensou temporariamente, desde o final de março, a necessidade de os cidadãos realizarem cadastro no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) para fazer a consulta de preço dos produtos no aplicativo Menor Preço. As mudanças no aplicativo são desenvolvidas em parceria com a Procergs.

O aplicativo está disponível gratuitamente nas lojas App Store e Google Play. Os usuários que já têm a ferramenta instalada no dispositivo móvel devem fazer a atualização para que apareçam as novidades da nova versão.

A liberação da consulta de preços é um serviço do governo do Estado, por meio da Receita Estadual, para ampliar o acesso dos cidadãos ao banco de dados, além de contribuir para o acompanhamento e fiscalização dos estabelecimentos quanto à cobrança de preços justos.

O aplicativo

Por meio de consultas às Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) e às Notas Fiscais de Consumidor Eletrônicas (NFC-e), as informações dos valores são atualizadas em tempo real no aplicativo toda vez que um estabelecimento realiza uma venda a varejo com indicação do CPF. O aplicativo mostra o preço de acordo com a última nota de venda do produto com CPF emitida pelo estabelecimento, sendo importante, portanto, verificar na tela do aplicativo a data e o horário em que a nota foi processada.

Informações sobre Covid-19

A Secretaria Estadual da Saúde fornece orientações gerais a respeito dos testes da Covid-19 e outras informações sobre a doença por meio do site específico criado para informar a população. Acesse o site aqui.

 

Texto: Ascom Sefaz
Edição: Secom

20091658_1837548_GD.jpg

Farmácia do Estado reorganiza atendimento para evitar risco de contágio por coronavírus

A Farmácia de Medicamentos Especiais do Estado está preparada para receber os usuários de forma a evitar aglomerações. Quem utiliza remédios de uso contínuo precisa, em algum momento, sair de casa para buscá-los. Por isso, uma série de medidas foram tomadas pela Secretaria da Saúde (SES) para evitar o contágio do novo coronavírus nas dependências da Farmácia do Estado.

Quem chega no local, na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Riachuelo, no Centro Histórico de Porto Alegre, percebe, do lado de fora, faixas que mostram o espaço de 1,5 metro, para que as pessoas mantenham o distanciamento social enquanto esperam atendimento. Um estagiário orienta as pessoas que têm dúvidas e faz uma triagem na fila a cada 10 minutos, para evitar que alguém fique ali caso não seja necessário.

 

Um vigilante organiza a fila e a recepcionista chama cinco pessoas por vez, para não encher o espaço interno. Todos usando equipamentos de proteção adequados, como máscara e luvas. Avisos estão fixados nas portas e paredes, lembrando os presentes as regras básicas de segurança sanitária.

Pessoas com doenças crônicas e ou que baixam a imunidade estão no grupo de maior risco para a Covid-19. Esses têm atendimento prioritário extraordinariamente no 4° andar do prédio, espaço cedido pelo Ministério da Saúde. “Estamos trabalhando na nossa capacidade máxima para atender a todos”, afirma o coordenador da Divisão de Monitoramento e Avaliação da Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica, da SES, Rodrigo Prado da Costa. “Recebemos reforços na força de trabalho, com mais dez voluntários que se inscreveram para trabalhar no enfrentamento à pandemia e também estagiários deslocados do Centro Administrativo do Estado”, acrescenta.

Ações também foram realizadas para diminuir a necessidade dos usuários de se deslocar até a Farmácia, como prazos de validade de receitas médicas estendidos, dispensação para mais de um mês, flexibilização da retirada por terceiros, renovação da continuidade de tratamento automática. Além disso, foi lançada recentemente a plataforma digital que permite a solicitação de 75 medicamentos pela internet

Lucas recomenda que os usuários procurem ir à farmácia nos horários de menor movimento, evitando momentos de pico, entre 10h e 11h da manhã, e à tarde, das 14h às 15h. “Nós estamos abertos das 7h às 18h. Quem chega no fim da tarde ou no início da manhã costuma ser atendido bem mais rápido”, ressalta. “Estas mudanças estamos fazendo pensando não apenas pontualmente no combate à pandemia do coronavírus, que também é importante, mas também para melhorar nosso atendimento como um todo”, reforça o coordenador Rodrigo.

Ações para melhorar o fluxo de atendimento na Farmácia de Medicamentos Especiais:

• Prazos de validade de receitas médicas estendidos: o usuário antes tinha até um mês para retirar seu medicamento na Farmácia do Estado a partir do momento da prescrição do médico. Agora poderá usar esse mesmo documento todos os meses por até um ano, desde que esteja escrito “uso contínuo” na receita. No caso de remédios controlados, esse prazo será de até seis meses.
Clique aqui e acesse a Portaria SES 208/2020.

• Dispensação para mais de um mês: alguns medicamentos poderão ser retirados para até três meses de consumo, desde que exista estoque suficiente para não faltar para ninguém. Clique aqui e veja quais remédios estão nesta lista.

• Flexibilização da retirada por terceiros: se for um parente direto (filho, mãe ou pai), é preciso apenas levar um documento próprio. Se não for alguém da família, é preciso levar um documento próprio e do usuário (pode ser cópia ou foto), e uma declaração de autorização da retirada do medicamento, que pode ser escrita a próprio punho.

• Renovação da continuidade de tratamento automática: os usuários precisam levar novos exames e laudos periodicamente à Farmácia, para comprovar que ainda necessitam da medicação. Com a Nota Técnica 01/2020 da Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica em conjunto com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), todas as continuidades de tratamento foram excepcionalmente prorrogadas automaticamente.

• Solicitação de medicamentos digital: quando a pessoa recebe pela primeira vez uma receita médica, antes ela precisava levar todos os exames e laudos para serem cadastrados na Farmácia. Agora o paciente faz isso tudo on-line. Esses documentos, então, passam pela avaliação de uma perícia, que define se a pessoa realmente precisa do remédio solicitado. Só então é necessário ir até a Farmácia – para efetivamente retirar o medicamento. Por enquanto, são 75 remédios que possuem esse benefício, mas a ideia é ampliar, aos poucos, para que todo o processo seja assim. Clique aqui para acessar o serviço on-line.

 

Serviço

 

Farmácia de Medicamentos Especiais
Avenida Borges de Medeiros, 546, Centro Histórico
Horário: segunda a sexta-feira, das 7h às 18h
Telefone: (51) 3901-1000

Foto: Marília Bissigo / Ascom SES

06134259_136950_GD.jpeg

SES contrata laboratório privado para realizar exames de Covid-19

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria da Saúde (SES), celebrou nesta segunda-feira (6) contrato com a empresa M&S Produtos Agropecuários Ltda para a realização de exames de diagnóstico Covid-19 em pessoas com suspeita de coronavírus. O contrato foi assinado simultaneamente na sede da SES, em Porto Alegre, e nas dependências da empresa, em Pelotas, durante reunião por videoconferência.

"Em épocas de pandemia, temos de buscar serviços que tenham segurança e contar com a disposição de instituições com condições técnicas de realizar o trabalho, como este laboratório, que é de excelência", afirmou a secretária da Saúde, Arita Bergmann. "Precisávamos ampliar a cobertura de exames, hoje feitos pelo Lacen (Laboratório Central do Estado), para profissionais de saúde e da segurança pública a partir do 10° dia da manifestação dos sintomas."

 

A previsão é de que o laboratório realize cerca de 250 exames/dia. O contrato prevê que a empresa forneça os insumos para a realização dos exames em amostras enviadas pela SES. Os resultados devem ser enviados ao Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) em até 24 horas após o recebimento do material por parte da empresa.

"Queria agradecer a oportunidade de prestar esse serviço. Temos a noção da importância epidemiológica deste trabalho e estamos colocando nossa estrutura à disposição para tentarmos conter a disseminação do vírus, dando agilidade à confecção dos exames", resumiu um dos proprietários da empresa, Toni Patrick dos Santos Machado.

A validade do contrato é por seis meses, podendo ser prorrogado por mais meio ano. É o primeiro laboratório que o Estado está contratando, com os serviços custeados com recursos do Tesouro do Estado. Em breve, o Estado deverá ampliar a parceria com universidades para a realização de mais exames.

Foto: Divulgação/SES

alcool gel.jpeg

Estado distribui 140 mil litros de álcool para o enfrentamento à Covid-19

O Governo do Estado irá distribuir, a partir de quarta-feira (1), 70 mil litros de álcool líquido a municípios e hospitais gaúchos, para auxiliar os profissionais que estão na linha de frente no enfrentamento à epidemia da Covid-19. A previsão é de que mais 70 mil litros sejam distribuídos ao longo do mês de abril.

O álcool foi uma doação enviada ao Governo do Estado e envasado uma parte por uma empresa de refrigerante de Pelotas e outra parte por uma empresa de óleo de soja de Santa Rosa.

A organização do trabalho está sendo realizada pelo Comitê de Logística e Abastecimento do Gabinete de Crise do Enfrentamento à Covid-19, liderada pela Defesa Civil e com integrantes da Secretaria da Saúde (SES) e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems).

Foto: Divulgação/SES

Jornalista Responsável

Jairo Caprara - MTPS 3522

oecodovale@italnet.com.br

 

Filiado à ADJORI/RS e ABRAJORI

© 2016 by LHS - Assessoria Digital