Educação

Posse_Palestra_2019.jpg

Os alunos do 3º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental prestigiaram uma palestra sobre a posse responsável dos animais de estimação, realizada pela médica-veterinária Analiz Zattera. O momento representou o fechamento do ciclo de palestras com esse tema, desenvolvido nas escolas desde o mês de maio. No total, foram aproximadamente 920 alunos contemplados com a atividade. Esta é uma ação do Programa “Posse Responsável de Animais de Estimação”, vinculado ao Projeto “Olhar Atento”.

 

As palestras enfatizam os cuidados necessários na adoção de animais domésticos, bem como a responsabilidade de quem opta pela adoção. Após a palestra, os alunos assistiram à peça teatral “Joãozinho e seus amiguinhos".

 

Concurso Posse Responsável

Além das palestras, o Programa Posse Responsável promove o Concurso Posse Responsável, com o objetivo de colocar a escola em diálogo com esta problemática social, contribuindo para a conscientização e a adoção de atitudes responsáveis em torno da posse de animais de estimação.

 

A proposta do Concurso Posse Responsável 2019 é envolver as turmas de alunos de terceiro ano e seus professores na campanha de arrecadação de tampinhas plásticas. As tampinhas serão repassadas ao COMBEA - Conselho Municipal do Bem-Estar Animal, o qual destinará o recurso resultante da sua venda ao trato de animais de rua. Até o momento, foram recolhidos 1.550 quilos de tampinhas. A turma vencedora será conhecida em evento a ser realizado no dia 25 de outubro e receberá o troféu “EU AMO BICHO”, uma camiseta do programa e uma viagem de estudos.

 

O Programa prevê também momentos de divulgação e conscientização sobre o tema junto à comunidade e a produção de casinhas para cachorros (em parceria com a Comunidade Terapêutica), para doação a famílias que necessitam de abrigo para seus animais de estimação, conforme averiguação da Secretaria de Meio Ambiente, através do setor de fiscalização. 

 

A realização do Programa é resultado de uma parceria que envolve ações conjuntas do Gabinete da Primeira Dama, Secretaria de Saúde (Setor de Vigilância Ambiental), Secretaria de Educação (Projeto “Olhar Atento”), Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Turismo.

 

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Divulgação/SMED

Ministério da Educação (MEC) planeja ampliar a quantidade de vagas para o ensino médio em tempo integral. É uma das medidas anunciadas no Compromisso Nacional pela Educação Básica, em julho. A meta inicial da pasta é atingir 500 mil novas matrículas até 2022 – hoje são 230 mil.

A proposta do programa, criado em 2016, é ampliar a carga horária do ensino médio de 4 para, no mínimo, 7 horas diárias. Um total de 1.024 escolas participa. O MEC já disponibilizou R$ 338 milhões para as instituições de ensino em 2019. “Estamos estudando a criação de mais um caminho para aumentar a oferta de vagas em tempo integral. É o contrário do que foi veiculado por alguns veículos de comunicação”, disse o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel.

 

Segundo o secretário de Educação Básica do MEC, Janio Macedo, a pasta mantém diálogo constante com o Conselho dos Secretários Estaduais de Educação (Consed) e com a União Nacional dos Dirigentes de Municipais de Educação (Undime) para formular políticas públicas que beneficiem a educação em estados e municípios.

O Novo Ensino Médio tem um projeto piloto em 3.500 escolas. Nelas, a carga horária foi ampliada de 4 para 5 horas diárias. O orçamento disponibilizado para essas instituições em 2019 é de R$ 340 milhões.

 

Já o Novo Mais Educação, lançado em 2016, é voltado para o Ensino Fundamental e tem o objetivo de melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes, no contraturno, fora da grade curricular.

 

Esse programa será reestruturado pelo MEC, em conjunto com o Consed e a Undime, para aumentar a carga horária do 6º ao 9º ano do ensino fundamental de 4 para 5 horas diárias dentro da grade curricular. “É preciso esclarecer que o Novo Mais Educação e o Ensino Médio em Tempo Integral são dois programas distintos. O primeiro abarca somente o ensino fundamental”, disse Janio Macedo.

Texto: Guilherme Pera, do Portal MEC

Jovem embaixador.png

Já estão abertas as inscrições para a 18ª edição do Programa Jovens Embaixadores, iniciativa de intercâmbio para alunos da rede pública de ensino, realizado em parceria com a embaixada norte-americana no Brasil. Os estudantes selecionados, com idades entre 15 e 18 anos, passarão três semanas nos Estados Unidos participando de atividades como oficinas sobre liderança e empreendedorismo e reuniões com representantes do governo.

Além disso, viajarão pelo país, frequentarão aulas em escolas da região e realizarão apresentações sobre o Brasil.

Eles serão hospedados por famílias voluntárias. O programa tem como alvo jovens que se destacam em suas comunidades pela atitude positiva, bom desempenho escolar, conhecimento da língua inglesa, capacidade de liderança e espírito empreendedor.

Os candidatos de cada região do país devem passar por uma série de etapas de avaliação que incluem análise de perfil, prova escrita e teste oral de língua inglesa, para depois serem submetidos à seleção nacional. O embarque dos selecionados está marcado para o início de 2020. 

Para Juliana Grieger, coordenadora do Jovens Embaixadores junto à Secretaria da Educação, a ação oferece uma oportunidade de crescimento por meio da integração dos jovens com diferentes culturas e com a valorização do espirito empreendedor. “É uma possibilidade de concretizar o sonho de muitos estudantes brasileiros. Esse incentivo ao protagonismo juvenil também serve como ferramenta de preparação para o mercado de trabalho”, explica.

 

As inscrições vão até 11 de agosto e podem ser realizadas no site do programa

Texto: Ascom/Seduc
Edição: Secom

sacolas.jpg

Na tarde desta terça-feira, 11, ocorreu na Praça Centenário a entrega de sacolas retornáveis e folders pedagógicos para os alunos de Jardim B e de 2º ano da EMEM Alfredo Aveline A ação integra o projeto Olhar Atento: Ciências para Vida – Alimentação Saudável da Secretaria de Educação que tem o objetivo  de desenvolver a reflexão, discussão e experiências em torno da alimentação saudável, bem como, realizar escolhas e hábitos conscientes que promovam o bem-estar com o meio ambiente.

 

O presidente do Sindilojas, Daniel Amadio, em seu pronunciamento, ressaltou que “o projeto é fundamental, pois nossa entidade tem essa preocupação com várias frentes como o Observatório Social e o Combate à Informalidade. E a educação com as crianças é o melhor caminho para a conscientização de se construir um futuro mais sustentável”, disse.

 

A secretária de Educação, Iraci Luchese Vasques, destacou os benefícios do projeto. “O Olhar Atento nos encanta porque as crianças se tornam multiplicadoras das ideais, que os profissionais na escola trabalham, e depois vivenciam na parte prática com esta visita a Feira Ecológica. Elas levam para as suas famílias e a sua comunidade esse conhecimento. E a simbologia da sacola traz uma concretização de todo um processo que visa à preservação do meio ambiente e a aquisição de alimentos saudáveis”.

 

O projeto é desenvolvido desde 2013, e em 2015, passou a contemplar crianças de jardim B com visitas a feiras ecológicas.  Atualmente, contempla aproximadamente mil crianças, que passam a atuar como multiplicadores da ideia junto às suas famílias, que poderão utilizar a sacola em suas compras, gerando resultados positivos ao ambiente e propagando a adoção desta atitude saudável em prol do planeta.

 

O vice-prefeito, Aido José Bertuol, destacou que “a ação reflete a qualidade do cuidado que a rede municipal de ensino tem com as nossas crianças: mostrar o passo a passo, de onde vem a verdura, o fruto, ter o diálogo com o agricultor. Isso é a valorização de um processo humano onde cada um desempenha um papel importante”.

 

Alunos e professores de segundos anos das Escolas Municipais de Ensino Fundamental realizam visitas às feiras ecológicas, propriedades rurais e agroindústrias familiares, além da implantação e reativação das hortas escolares.

 

O projeto educacional Olhar Atento: Ciências para Vida – Alimentação Saudável conta com o apoio do Sindilojas e do Sicredi que juntos assumiram o compromisso de subsidiar as sacolas retornáveis e o folder contou com o apoio da Papelaria Botafogo. Também são parceiros as secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Emater, IFRS, Associação dos Agricultores Ecológicos, Associação dos Agricultores Familiares, Agro Pet dos Anjos, Adubare, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul e Subprefeitura do Vale dos Vinhedos.

 

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Jose Martim Estefanon

enem.jpg

De acordo com dados da última década, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 teve o menor número de inscritos. Cerca de 5,09 milhões de pessoas homologaram as inscrições no exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O balanço, divulgado na terça-feira (28), considera o total de isentos e de pessoas que pagaram o boleto de R$ 85 que venceu na quinta (23).

O número de participantes confirmados é o menor desde 2010, quando 4,62 milhões de pessoas terminaram o processo de inscrição aptas a participar do exame.

Pagantes e isentos

Os pagantes da taxa de inscrição representam 41,5% dos participantes em 2019. A taxa de inscrição custou R$ 85 neste ano. No ano passado, o percentual de pagantes foi menor: 36,1% do total.

A proporção de estudantes isentos da taxa foi a menor registrada na série histórica, que tem início em 2015. No ano de 2016 foi registrado o maior percentual de isenções: 76,81% dos estudantes não pagaram a taxa de inscrição naquele ano.

Perfil dos participantes

As mulheres seguem sendo a maioria entre os candidatos do Enem: 59,5% dos participantes confirmados são do sexo feminino, contra 40,5% do sexo masculino.

Em relação à faixa etária, o grupo mais prevalente (26,7%) tem de 21 a 30 anos. Neste ano, 17,8% das inscrições confirmadas são de estudantes de 17 anos e 15,9% de alunos com 18 anos.

A maior parte dos candidatos confirmados é negra: 46,4% se autodeclararam pardos e 12,7%, pretos. Brancos são 36% dos confirmados.

Em relação à situação escolar, 28,8% das inscrições são de estudantes que concluem o ensino médio neste ano. Os egressos, aqueles que já se formaram em anos anteriores, representam 58,7%. E os treineiros, participantes que não vão concluir a educação básica em 2019, são 12,1% dos inscritos.

O Sudeste é a região com maior percentual de inscritos: 35% dos candidatos confirmados moram na região. O Nordeste tem 34% dos inscritos, seguido do Norte, com 12% das candidaturas. O Sul tem 11% dos confirmados e o Centro-Oeste, 8%.

Jornalista Responsável

Jairo Caprara - MTPS 3522

oecodovale@italnet.com.br

 

Filiado à ADJORI/RS e ABRAJORI

© 2016 by LHS - Assessoria Digital